até
1992 | Metalúrgicos do ABC

Vigília pela Terra
CONTEXTO
Apesar do frio intenso, que beirava os cinco grau, e da chuva fina, centenas de sem-terra e de operários fizeram uma caminhada no início da noite de 24 de julho. Carregavam tochas acesas em uma das mãos e foices, enxadas e facões (instrumentos de trabalho no campo) na outra mão. Eles saíram pelas ruas de São Bernardo, a partir da praça da Igreja Matriz, símbolo das lutas na região, para exigir “Reforma Agrária Já!”. A caminhada refletia duas luzes: a das tochas acesas e a da garra de centenas de sem-terra, que enfrentaram o desafio de vir até a cidade para participar da Vigília da Terra, que aconteceu na sede do sindicato.

A vigília que durou a noite toda até a madrugada de sábado, reuniu além de sem-terra e operários, outros trabalhadores, estudantes, crianças, aposentados, índios, enfim todos aqueles que vivem humilhados pela falta de condições para uma vida digna. Além dos debates, houve a apresentação de vários cantores que traziam em suas músicas a importância da união da luta dos trabalhadores do campo e da cidade.

Fonte: Jornal Tribuna Metalúrgica, nº 2127, ano XII, 29/07/1992
Imprimir contexto
REPERCUSSÃO NA MÍDIA
Clique nas imagens para ampliar
IMAGENS
Clique nas imagens para ampliar
IMPRENSA SINDICAL
DEPOIMENTOS
Clique nas fotos para ler os depoimentos:

Vicente Paulo da Silva

Paulo Vanucchi
CAMPANHA SALARIAL
Veja o que aconteceu na Campanha Salarial em 1992
MANDATOS
Conheça diretores e cargos entre 1990 e 1993.
© Copyright 2009, ABC de Luta! Memória dos Metalúrgicos do ABC - Todos os direitos reservados

Mapa do Site Fale Conosco Créditos Política de Privacidade

smabc.org.br