até
Mandatos | 1975 a 1978

CONTEXTO

Em 1976, a ala mais radical do Exército entra num ciclo de isolamento, refletindo na condução política e econômica do país. O partido MDB tem novas e importantes vitórias nas eleições municipais de 76 e os conflitos na área econômica aumentam. O PIB volta a crescer mas à custa da inflação (46%).

Em 77, os movimentos sociais vão às ruas protestar contra a carestia e pelas liberdades democráticas. O Gal. Geisel reage e fecha o Congresso Nacional editando o famoso “pacote de abril”, que restringe a possibilidade do crescimento da oposição. O PIB cai e a indústria míngua. Os protestos aumentam.
A repressão também, mas estoura o escândalo: o Banco Mundial revela (e o governo admite) que houve manipulação dos índices de inflação em 73 e 74. Os assalariados descobrem que perderam 34,1% dos salários.

Lula, à frente do sindicato, inicia uma campanha pela recuperação desses índices. Toda a diretoria envolve-se nas discussões. As assembléias, antes proibidas e pouco freqüentadas, passaram a ter até 3 mil participantes. Os metalúrgicos iniciam conversações e aproximações com outros sindicatos. Até que, em 78 estoura a greve na Scania, espalhando-se rapidamente por quase todas as empresas de São Bernardo.
Este movimento deu origem ao que foi batizado, mais tarde de Novo Sindicalismo.

Imprimir contexto
DIRETORES E CARGOS
FATOS RELEVANTES
CONJUNTURA BRASILEIRA
1975» Contexto para 1975
» Jornalista Wladimir Herzog é assassinado no DOI-CODI
1976» Contexto para 1976
» Operário Manoel Fiel Filho é assassinado no DOI-CODI
1977» Contexto para 1977
» Mobilização estudantil contra o regime militar
MOVIMENTO SINDICAL
1978» Professores da rede pública deflagram greve
» Metalúrgicos de São Paulo deflagram greve
» Bancários de São Paulo organizam greve
SINDICATO DOS METALÚRGICOS
1976» II Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo e Diadema
1977» Campanha pela reposição salarial dos 34,1%
1978» Contexto para 1978
» Paralisação na Scania estimula ciclo de greves no ABC
» I Congresso das Mulheres Metalúrgicas de S. B. do Campo e Diadema
» III Congresso dos Metalúrgicos de S. B. do Campo e Diadema
DEPOIMENTOS
Clique nas fotos para ler os depoimentos:

Djalma de Souza Bom

Antenor Biolcatti

Devanir Ribeiro

José Arcanjo de Araújo, Zé Preto

Antonio Possidônio Sampaio
ELEIÇÕES
Reveja os detalhes da eleição de 1975
© Copyright 2009, ABC de Luta! Memória dos Metalúrgicos do ABC - Todos os direitos reservados

Mapa do Site Fale Conosco Créditos Política de Privacidade

smabc.org.br