até
Contexto | 1981

O Sindicato tem nova diretoria. Jair Meneguelli, ferramenteiro da Ford, que acabara de liderar a conquista da primeira Comissão de Fábrica dos trabalhadores é eleito com 89% dos votos. Lula sai do Sindicato após ter sido eleito pela primeira vez, em 1975, para candidatar-se ao governo do Estado de São Paulo pelo recém criado Partido dos Trabalhadores. O Sindicato vive momentos difíceis. A crise econômica ganha proporções muito sérias. Logo no início do ano a Mercedes demite 5 (cinco) mil trabalhadores. A luta pelo emprego, de um lado, e a sindicalização em massa, de outro, passa ser o lema da nova direção. Chega a campanha salarial e os patrões não atendem os principais itens da pauta de reivindicações. O reajuste trimestral, o salário profissional, quadro de funções e salários, representação nas empresas, redução na jornada, proibição da mão-de-obra temporária, entre outros itens, ficam de fora das negociações.


Acompanhe também nesta década:
Campanhas salariais

» 1981
» 1982
» 1983
» 1984
» 1985
» 1986
» 1987
» 1988
» 1989
» 1990
Congressos

» 1983
» 1987
Eleições

» 1981
» 1984
» 1987
» 1990
Mandatos

» 1981 a 1984
» 1984 a 1987
» 1987 a 1990
» 1990 a 1993
© Copyright 2009, ABC de Luta! Memória dos Metalúrgicos do ABC - Todos os direitos reservados

Mapa do Site Fale Conosco Créditos Política de Privacidade

smabc.org.br